2

Clarice Lispector

Não sei amar pela metade. Não sei viver de mentira. Não sei voar de pés no chão. Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma para sempre.

Suponho que me entender não é uma questão de inteligência e sim de sentir, de entrar em contato... 

Ou toca, ou não toca.

"Ainda bem que sempre existe outro dia. E outros sonhos. E outros risos. E outros amores. E outras pessoas. E outras coisas... "

Farei o possível para não amar demais as pessoas, sobretudo por causa das pessoas...

ISSO É MUITA SABEDORIA

Quando fazemos tudo para que nos amem e não conseguimos, resta-nos um último recurso: não fazer mais nada. Por isso, digo, quando não obtivermos o amor, o afeto ou a ternura que havíamos solicitado, melhor será desistirmos e procurar mais adiante os sentimentos que nos negaram. Não fazer esforços inúteis, pois o amor nasce, ou não, espontaneamente, mas nunca por força de imposição. Às vezes, é inútil esforçar-se demais, nada se consegue;outras vezes, nada damos e o amor se rende aos nossos pés. Os sentimentos são sempre uma surpresa. Nunca foram uma caridade mendigada, uma compaixão ou um favor concedido. Quase sempre amamos a quem nos ama mal, e desprezamos quem melhor nos quer. Assim, repito, quando tivermos feito tudo para conseguir um amor, e falhado, resta-nos um só caminho...o de mais nada fazer.

2 comentários:

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Belas citações dessa grande escritora, dessa grande mulher... Clarice Lispector. Parabéns por sua sensibilidade. Beijos.

Ana Cristina Thomé disse...

Boa noite flor! Passando para lhe desejar uma linda e abençoada semana.
Já estou te seguindo. Se você quiser conhecer o meu será muito bem vinda.
Sou BU 2583.
Bjs
Cantinho by Giuly’s
www.excessodegostosura1.blogspot.com.br
https://www.facebook.com/CantinhoByGiulysArtesanatos?fref=ts

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
©Design Templates Sal da Terra HTML Base Raquel Melo